música durante o sexo melhora a performance

Saiba como a música pode melhorar a experiência sexual!

A música está presente no nosso dia a dia. No rádio ou nas plataformas de streaming, no trabalho ou em casa, para comemorar ou para afogar as mágoas, sempre há uma trilha sonora. Mas o momento que a maioria dos brasileiros gosta mesmo de ouvir música é durante o sexo – e isso não é suposição.

Uma pesquisa realizada pela plataforma de streaming Deezer, em parceria com Tracey Cox, britânica especialista em relacionamentos, entre 2016 e 2017, mostrou que 92% dos brasileiros acreditam que ouvir música na hora do sexo melhora o desempenho – seja dentro de um relacionamento ou com acompanhantes.

A maioria prefere, inclusive, uma boa trilha sonora a um bom vinho, considerado afrodisíaco. O estudo, que entrevistou duas mil pessoas, também mostra qual gênero musical é mais escolhido pelos parceiros. O pop lidera, com 35%, seguido do rock, com 23%.

Mas por que a música é tão lembrada no momento do sexo?

Interação com o som

Um dos principais motivos para usar uma boa trilha sonora enquanto transa é a interação que a música pode ter com o sexo – seja no ritmo ou na dinâmica. Sincronizar os movimentos com a batida da música, por exemplo, é algo que as pessoas sentem prazer.

Ditar o clima

Além dos movimentos, a música também pode ditar qual é o clima do ambiente. Um local romântico, com flores e luzes baixas, pede uma trilha sonora adequada, mais leve e melódica. É importante ter atenção na hora da escolha do gênero musical para se adequar ao tipo de sexo que você e seu(ua) parceiro(a) desejam.

Audição pode ser estimulante

O tato, claro, é o sentido mais lembrado durante o sexo. O toque no parceiro é o que cria intimidade para a relação, mas isso não impede que outros sentidos sejam explorados. A audição, junto com o aroma, aumentam o desejo sexual, se estimulados da maneira correta.

Compor uma fantasia

A trilha sonora costuma ser essencial para estimular o desejo sexual em performances, por exemplo. Uma boa música pode animar as preliminares e tornar tudo mais prazeroso.

Transportar para outro lugar

A música tem o poder de nos trazer memórias e nos levar a lugares distantes mesmo sem sair de onde se está. Isso pode ser um trunfo para que o ambiente se torne mais agradável.

Atenção na hora da escolha

Claro que fazer uma surpresa para o parceiro(a) é sempre uma boa pedida, mas é preciso ter atenção ao tipo de música que cada um se sente mais à vontade.

As músicas, como dito anteriormente, nos remetem a memórias distantes, e isso, em alguns casos, pode cortar todo o clima. Escolha uma trilha sonora em conjunto ou tente descobrir o que seu(ua) parceiro(a) gosta. Muita atenção também para o volume. Os sons precisam sempre “conversar” com o ambiente.

Qual é o melhor gênero musical para o momento do sexo?

Não há uma resposta definitiva sobre esse tema. É uma questão subjetiva. Por mais que você goste de um estilo musical no dia a dia, pode ser que ele não se encaixe na hora do sexo. É preciso testar sempre e ver qual te estimula e colabora no prazer.

Só a música basta?

A música é importante, mas não deve ser o único componente estimulante no sexo.

É ideal que o som esteja atrelado a um ambiente agradável, com decoração e aromas para estimular todos os sentidos possíveis.

Lembre-se: não existe certo ou errado; o importante é escolher o que te dê prazer e melhore a sua experiência e performance sexual. Mas fica a dica: a música é sempre um complemento primordial.

Que tal tentar?

Caso você tenha curiosidade em experimentar sua nova playlist, mas não tem nenhuma companhia para isso, pode aproveitar a ocasião para contar com uma acompanhante mulher ou um acompanhante homem.

Essa é a melhor forma de ter momentos de prazer inesquecíveis com quem sabe o que fazer para te impressionar! Melhor do que isso, é a chance ideal para realizar suas fantasias e dividir momentos que você nunca imaginou.